Cabeçalho da página

OSWALDO FIDALGO, PIONEIRO DA ETNOMICOLOGIA NO BRASIL

Larissa Trierveiler-Pereira, Amanda Prado-Elias

Resumo

Oswaldo Fidalgo é um micólogo brasileiro que iniciou seus estudos com fungos de forma autônoma nos anos 1950. Fidalgo contribuiu de forma significativa para a história da micologia no país, realizando estudos em herbários nacionais e estrangeiros, além de participar ativamente da formação de uma nova geração de micólogos. Em 1965, Fidalgo publicou um estudo compilando informações etnomicológicas sobre diferentes grupos indígenas brasileiros, sendo que este trabalho representa um divisor de águas na história da etnomicologia no país. Na década de 1970, Fidalgo trabalhou com o botânico britânico Ghillean Prance, e juntos investigaram os fungos utilizados na dieta dos Yanomami. Com o intuito de resgatar informações sobre a carreira acadêmica de Fidalgo e os primórdios dos estudos etnomicológicos no país, realizamos entrevistas com Fidalgo e Prance. Os dados apresentados neste artigo são resultados dessas entrevistas e demais investigações em literatura.


Palavras-chave

etnomicologia; indígenas


Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, L. H. C.; BARROS, R. F. M.; LOPES, J. B.; SOUSA, S. B. Medicinal fungi used by rural communities in Northeastern Brazil. Indian Journal of Traditional Knowledge, v. 20, n. 4, p. 982-989, 2021.

CALAÇA, F. J. S.; SOUSA, D. G.; BELÉM-JUNIOR, J. S.; FAQUIM, R. C. P.; XAVIER-SANTOS, S.; SILVA-NETO, C. M.; SOUZA, M. M. O. Perception of fungi by farmers in the Cerrado. Brazilian Journal of Biology, v. 82, e236219, 2021. DOI: 10.1590/1519-6984.236219

FIDALGO, O. Rick, o pai da micologia brasileira. Rickia, v. 1, p. 3-11, 1962.

FIDALGO, O. Conhecimento micológico dos índios brasileiros. Rickia, v. 2, p. 1-10, 1965.

FIDALGO, O. Conhecimento micológico dos índios brasileiros. Revista de Antropologia, v. 15/16, p. 27-34, 1968.

FIDALGO, O. Revision of the genus Heteroporus Láz. emend. Donk. Rickia, v. 4, p. 99-208, 1969.

FIDALGO, O. Adições à história da micologia brasileira. I. A coleta mais antiga. Rickia, v. 5, p. 1-3, 1970.

FIDALGO, O. Adições à história da micologia brasileira. II. Fungos coletados por William John Burchell. Rickia, v. 6, p. 1-8, 1974.

FIDALGO, O.; FIDALGO, M. E. P. K. Revisão de fungi São Paulenses coletados por A. Puttemans. Arquivos do Museu Nacional, v. 43, p. 157-188, 1957.

FIDALGO, O.; FIDALGO, M. E. P. K. A new Fistulina from Brazil. Mycologia, v. 50, n. 1, p. 145-146, 1958.

FIDALGO, O.; FIDALGO, M. E. P. K. A new genus based on Fistulina brasiliensis. Mycologia, v. 54, n. 4, p. 342-352, 1963.

FIDALGO, O.; FIDALGO, M. E. P. K. Dicionário Micológico. Rickia, supl. 2, p. 1-232, 1967.

FIDALGO, O.; HIRATA, J. M. Etnomicologia Caiabi, Txicão e Txucarramãe. Rickia, v. 8, p. 1-5, 1979.

FIDALGO, O.; POROCA, D. J. M. Etnomicologia brasileira. Boletín Micológico, v. 3, n. 1, p. 9-19, 1986.

FIDALGO, O.; PRANCE, G. T. The Ethnomycology of the Sanama indians. Mycologia, v. 68, n. 1, p. 201-210, 1976.

GÓES-NETO, A.; BANDEIRA, F. P. A review of the ethnomycology of indigenous people in Brazil and its relevance to ethnomycological investigation in Latin America. Revista Mexicana de Micología, v. 17, p. 11-16, 2002.

PRADO-ELIAS, A.; ALMEIDA, N. S.; RUAN-SOTO, F.; BALTAZAR, J. M.; TRIERVEILER-PEREIRA, L. Conhecimento etnomicológico de uma comunidade rural no Sudoeste paulista. In: III ENCONTRO DE ETNOBIOLOGIA E ETNOECOLOGIA DO PIAUÍ, III, 2021, Teresina. Anais do III Encontro de Etnobiologia e Etnoecologia do Piauí, 2021, Teresina.

PRADO-ELIAS, A.; ALMEIDA, N. S.; RUAN-SOTO, F.; BALTAZAR, J. M.; TRIERVEILER-PEREIRA, L. Phlebopus beniensis (Singer & Digilo) Heinem & Rammeloo (Boletinellaceae, Basidiomycota, Fungi): novo registro para São Paulo (Brasil) e notas etnomicológicas. In: I SEMANA MICOLÓGICA, 2021, Pernambuco. Anais da Semana Micológica, 2021, Recife.

PRADO-ELIAS, A.; CAMPI-GANOA, M.; RUAN-SOTO, F.; BALTAZAR, J. M.; TRIERVEILER-PEREIRA, L. Visões etnomicológicas sobre a espécie Phallus indusiatus (Phallaceae, Basidiomycota) no Brasil e no Paraguai. In: I SEMANA MICOLÓGICA, 2021, Pernambuco. Anais da Semana Micológica, 2021, Recife.

PRANCE, G. T. An ethnobotanical comparison of four tribes of Amazonian indians. Acta Amazonica, v. 2, n. 2, p. 7-27, 1972.

PRANCE, G. T. The mycological diet of the Yanomam Indians. Mycologia, v. 65, n. 1, p. 248-250, 1973.

SANTOS, E. R; MELO, R. F. R; ANDRADE, L. H. C. Conhecimento etnomicológico de comunidades que habitam o entorno da REBIO de Pedra Talhada, Alagoas, Brasil. Gaia Scientia, v. 14, n. 2, p. 60-75, 2020.

SBMIC - Sociedade Brasileira de Micologia. Programação e Resumos do 5º Congresso Brasileiro de Micologia. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2007. Disponível em: . Acesso em: 22 fev. 2022.

SINGER, R.; FIDALGO, O. Two interesting Basidiomycetes from the State of São Paulo. Rickia, v. 2, p. 11-16, 1965.

SNELL, W. H.; DICK, E. A. A Glossary of Mycology. Cambridge: Harvard University Press, 1957. 171 p.

SOUSA, S. B.; LUCENA, R. F. P; BARROS, R. F. M; ROCHA, J. R. S. Classificação Folk dos macrofungos por uma comunidade rural no semiárido do Nordeste do Brasil. Espacios, v. 36, n. 21, p. 18, 2015.

SOUSA, S. B.; ROCHA, J. R. S.; LUCENA, R. F. P; BARROS, R. F. M. Percepção sobre os macrofungos em uma comunidade rural na Caatinga, nordeste do Brasil. Gaia Scientia, v. 11, n. 2, p. 231-241, 2017a.

SOUSA, S. B.; ROCHA, J. R. S.; LUCENA, R. F. P.; BARROS, R. F. M. Uso de macrofungos em região de caatinga no Nordeste do Brasil. Gaia Scientia, v. 11, n. 3, 2017b. DOI: 10.22478/ufpb.1981-1268.2017v11n3.35058.

WASSON, V.P; WASSON, R.G. Mushrooms, Russia and History. New York: Pantheon Books, 1957.




DOI: http://dx.doi.org/10.18542/ethnoscientia.v7i1.12064

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Ethnoscientia - Brazilian Journal of Ethnobiology and Ethnoecology

             

ISSN 2448-1998