Complexitas – Revista de Estudos Interdisciplinares, Fenomenológicos e Hermenêutico

A FILMOGRAFIA COMO FACILITADORA DA DISCUSSÃO SOBRE TRABALHO INFANTIL NA AMAZÔNIA PARAENSE

Aline Cristina dos Santos Pereira, Adrea Simone Canto Lopes

Resumo

Apresenta discussões acerca do trabalho infantil na Amazônia. Tem como objetivo apresentar as impressões de crianças e adolescentes acerca do trabalho infantil. Entendemos que a história da infância pobre no Brasil se construiu em meio ao trabalho e que o Estatuto da Criança e do Adolescente traz novas expectativas de mudanças nesse cenário. Assim, para debater sobre o assunto com as crianças e adolescentes, utilizamos a filmografia e observamos por meio de suas falas e desenhos que o trabalho ainda faz parte do cotidiano de crianças e adolescentes vinculadas ao projeto de extensão “Infância em Tela na Universidade e na Comunidade”.


Palavras-chave

Infância. Adolescência. Trabalho. Filmografia.


Texto completo:

PDF

Referências


ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. Trad. Dora Flaksman. 2ª edição. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1981. p. 279

FUNDAÇÃO ABRINQ. Cenário da Infância e Adolescência no Brasil. 2019.

KRAMER, Sônia. A política da pré-escola no Brasil: a arte do disfarce. Rio de Janeiro. Achiamè, 1982.

LAMARÃO, Maria Luiza Nobre. Caderno Pedagógico: metodologias de trabalho com crianças e adolescentes institucionalizados. Belém. PA. UNICEF, 2007.

NOGUEIRA, M. D. P. Políticas de Extensão Universitária Brasileira. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.18542/complexitas.v4i1.8045



Direitos autorais 2020 Complexitas – Revista de Filosofia Temática

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Licença Creative Commons
Complexitas - Revista de Estudos Interdisciplinares, Fenomenológicos e Hermenêuticos. ISSN:2525-4154 (online) - Email:revistacomplexitas@gmail.com. Está obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.