Cabeçalho da página

Indigenismo empresarial em Belo Monte: uma etnografia da política do licenciamento ambiental de um megaempreendimento na Amazônia

Rafael Costa

Resumo

Este artigo é resultado de uma etnografia baseada na minha experiência como consultor ambiental durante a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte. Mais especificamente, da minha participação como pesquisador nos Estudos Complementares do Rio Bacajá, os quais, seguindo determinação da Fundação Nacional do Índio, objetivavam o levantamento dos aspectos ecológicos do rio Bacajá, com especial atenção aos modos de vida dos Xikrin da Terra Indígena Trincheira Bacajá, cujas aldeias estão localizadas às margens desse rio. A análise desse campo suscita oportuna reflexão sobre a prática do “indigenismo empresarial”, processo que, segundo Stephen Baines, submete o ordenamento jurídico-administrativo das políticas indigenistas do Estado aos interesses privados de corporações empenhadas na instalação de empreendimentos no interior, através ou nos limites de territórios indígenas. Busco problematizar a estrutura prática do indigenismo empresarial, de forma a explorar como suas regras e princípios tecnocráticos dissimulam a temporalidade destrutiva do capitalismo.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazonica.v11i1.7248



 © As/os autoras/es que publicam na Amazônica Revista de Antropologia (ARA) retêm os direitos autorais e morais de seu trabalho, licenciando-o sob a Licença Creative Commons Atribuição-No Derivative Works 3.0 Brasil que permite que os artigos sejam reutilizados e redistribuídos sem restrições, desde que o trabalho original seja citado corretamente.

Gerencia do Portal:

Luciléia Silva

Email: lucileia@ufpa.br

 

Creative Commons License
Amazônica - Revista de Antropologia da Universidade Federal do Pará é licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-No Derivative Works 3.0 Brasil.

This is an open-access website under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Comercial License.
Based on a work at www.periodicos.ufpa.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.periodicos.ufpa.br/index.php/amazonica.