Cabeçalho da página

Etnografias da duração e os desejos de memória ferroviária no Sul do Brasil

Guillermo Stefano Rosa Gómez, Yuri Schönardie Rapkiewicz, Cornelia Eckert

Resumo

Neste artigo, buscamos estabelecer diálogo e convergência imagética entre etnografias da duração realizadas com comunidades de trabalho ferroviário em distintos contextos do Sul do Brasil. Tomando como categorias fundamentais a memória coletiva, a crise, a ruína, a cidade e o trabalho, queremos indicar a pluralidade e a complexidade das situações do patrimônio ferroviário no contexto da desativação das ferrovias brasileiras. Escolhemos como aspecto interpretativo central os desejos de memória dos ferroviários aposentados, indicando o caráter político cotidiano que
a memória coletiva assume nos mais variados projetos de rememorar. Ressaltamos a pertença à nossa comunidade interpretativa, bem como a importância de, enquanto antropólogos(as) visuais, reconhecer, impulsionar e se aliar aos projetos êmicos de duração dos trabalhadores das cidades contemporâneas.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazonica.v11i1.6652



 © As/os autoras/es que publicam na Amazônica Revista de Antropologia (ARA) retêm os direitos autorais e morais de seu trabalho, licenciando-o sob a Licença Creative Commons Atribuição-No Derivative Works 3.0 Brasil que permite que os artigos sejam reutilizados e redistribuídos sem restrições, desde que o trabalho original seja citado corretamente.

Gerencia do Portal:

Luciléia Silva

Email: lucileia@ufpa.br

 

Creative Commons License
Amazônica - Revista de Antropologia da Universidade Federal do Pará é licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-No Derivative Works 3.0 Brasil.

This is an open-access website under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Comercial License.
Based on a work at www.periodicos.ufpa.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.periodicos.ufpa.br/index.php/amazonica.