Cabeçalho da página

A interface entre saúde indígena e o programa mais médicos para o brasil no Tocantins: Uma análise a partir do povo Xerente

Rogério Ferreira Marquezan, Odair Giraldin

Resumo

Esse artigo descreve e analisa relações que emergem da atuação dos profissionais do Programa Mais Médicos para o Brasil na saúde indígena do Tocantins, a partir do contato desses profissionais com o povo Akw?/Xerente. Recorreu-se aos relatos de profissionais e de indígenas Xerente, coletados na área indígena onde atuam e nos novos espaços que surgem pela dinâmica do Programa. Dessa zona de contato entre profissionais e indígenas emergiram novas formas de relacionamento. Fatores como permanência dos profissionais, formação adequada e disponibilidade foram importantes para a interação desses profissionais com a comunidade contribuindo para uma relação mais simétrica. De outro lado, o processo histórico de relação dos Xerente com a sociedade circundante consistiu num elemento facilitador dessa relação.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazonica.v9i2.5677



 © As/os autoras/es que publicam na Amazônica Revista de Antropologia (ARA) retêm os direitos autorais e morais de seu trabalho, licenciando-o sob a Licença Creative Commons Atribuição-No Derivative Works 3.0 Brasil que permite que os artigos sejam reutilizados e redistribuídos sem restrições, desde que o trabalho original seja citado corretamente.

Gerencia do Portal:

Luciléia Silva

Email: lucileia@ufpa.br

 

Creative Commons License
Amazônica - Revista de Antropologia da Universidade Federal do Pará é licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-No Derivative Works 3.0 Brasil.

This is an open-access website under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Comercial License.
Based on a work at www.periodicos.ufpa.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.periodicos.ufpa.br/index.php/amazonica.