Parceiros no crime: o regatão e a resistência cabocla na Amazônia tradicional

David McGrath McGrath

Resumo


O texto resgata a história do "regatão" que é um comerciante ambulante que viaja entre centros regionais e comunidades amazônicas, comercializando mercadorias para pequenos produtores caboclos e comerciantes do interior em troca de "produtos regionais", agrícolas e extrativistas. É examinado neste trabalho o papel do regatão no desenvolvimento da economia regional amazônica, concentrando-se na relação entre o regatão e o caboclo, especialmente na ação do regatão na resistência cabocla. O trabalho é dividido em quatro partes. A primeira parte examina o sistema de aviamento, a segunda descreve o papel do regatão dentro dele, a terceira analisa a relação entre o regatão e a resistência cabocla no contexto do sistema de aviamento e a quarta, a evolução do papel do regatão até o presente.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v2i2.109

Novos Cadernos NAEA. Todos os Direitos Reservados. 

Print ISSN: 1516-6481    eISSN: 2179-7536 

DOI do Novos Cadernos NAEA:10.5801/S21797536

Revista Quadrimestral 

facebook.com/revistanovoscadernosnaea/?fref=ts 

 

Creative Commons License

Novos Cadernos NAEA da Universidade Federal do Pará é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 3.0 Brasil.

Based on a work at www.periodicos.ufpa.br.

Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.periodicos.ufpa.br/index.php/ncn.