Cabeçalho da página

Conflitos em Unidades de Conservação na Amazônia: o caso do Parque Estadual Monte Alegre – Pará

Izabel Cavalcanti Ibiapina Parente, Marcel Bursztyn

Resumo

A criação de Unidades de Conservação de Proteção integral tem impactado de diversas formas as populações localizadas no interior ou no entorno de áreas protegidas. O foco deste artigo é o Parque Estadual Monte Alegre (PEMA), localizado na porção noroeste do Pará. Criado em 2001, com objetivo principal de proteger as pinturas rupestres da área, o PEMA é um exemplo típico dos conflitos advindos da criação de UCs na região amazônica. As restrições ao uso da terra impostas pela criação do PEMA provocam mudanças nas práticas produtivas e na própria dinâmica das comunidades afetadas, gerando tensões e frustrações. Este artigo analisa os conflitos a partir de estudo junto a comunidades locais. O entendimento do problema pode servir de referência a decisões sobre a criação de outras áreas protegidas na região, reduzindo-se os focos de tensão.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v15i2.967

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536