Cabeçalho da página

Quilombos e quilombolas: entre o conceito e a politização semântica

Benedito Souza Filho

Resumo

A mobilização política dos quilombolas com vistas a regularização de seus territórios após a promulgação da Constituição de 1988, possibilitou o trabalho acadêmico de revisão conceitual das noções de quilombo e quilombola gestadas no contexto da escravidão. O resultado desse trabalho intelectual foi apropriado por agentes sociais situados em diferentes lugares institucionais. O artigo busca analisar o contexto e os elementos que permitiram a formulação dos novos conceitos de quilombo e quilombola e a sua utilização por diferentes agentes como uma espécie de politização semântica.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v16i1.748

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536