Cabeçalho da página

Mineração e entropia: notas sobre interação com processos de desenvolvimento

Maurílio de Abreu Monteiro, Maria Célia Nunes Coelho

Resumo

O artigo apresenta pressupostos teóricos metodológicos relevantes para a interpretação das interações estabelecidas entre mineração e desenvolvimento regional. É refutada a hipótese de que os mecanismos de mercado afastam a irreversibilidade dos processos entrópicos, como defende a economia dos recursos naturais de inspiração neoclássica. Refuta-se também a noção de que a degradação entrópica, do ponto de vista social, é, inexoravelmente, negativa, como pressupõe a economia ecológica. Como alternativa analítica, indicam-se abordagens que interpretam a sociedade capitalista como um sistema longe do equilíbrio e sustenta-se que as repercussões sociais da degradação entrópica decorrente da mineração vinculam-se ao modo de interação entre competências técnicas, características históricas, sociais, culturais, políticas e especialidades e potencialidades naturais de uma determinada formação social.


Texto completo:

PDF HTML


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v10i1.69

Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536