Cabeçalho da página

Mineração e neo-extrativismo de commodities e conflitos

Eunápio Dutra do Carmo, Edna Maria Ramos de Castro, Júlio Cezar dos Santos Patrício

Resumo

 O papel da Amazônia, como fronteira de recursos naturais, faz com que a região tenha sua paisagem físico-natural e sociocultural modificada por processos de desestruturação espacial decorrentes da expansão do capital produtivo vigente e das tecnologias dele derivadas. No entanto, não obstante a presença da racionalidade empresarial que vem acompanhada pelos aspectos da competência, produtividade e eficiência, a região amazônica detém outras racionalidades em ação (autóctones), que se confrontam, chocam-se e disputam espaços com aquelas promovidas pela reestruturação produtiva. Destas racionalidades, emergem mobilidades e territorialidades que reconfiguram cenários históricos com forte simbolismo inscritos na região há bastante tempo.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v18i3.2445

Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536