Cabeçalho da página

Da rede urbana às redes virtuais: acesso à internet e expansão do ciberespaço em Parintins e Itacoatiara

Heitor Paulo Pinheiro, Tatiana Schor

Resumo

 Em um mundo globalizado onde relações por meio de redes – virtuais e físicas – são fatores de suma importância para a expansão tanto das relações sociais e, em especial, as de mercado, o desenvolvimento geográfico desigual se perpetua pelo acesso precário ao mundo informacional. Para se entender as configurações das redes virtuais e urbanas no Amazonas, faz-se necessária a caracterização de suas configurações. Como os dados secundários não são suficientes para descrever as desigualdades geográficas produzidas por essas redes, as idas a campo funcionaram como princípio para a análise da estrutura física existente e da identificação de padrões de semelhanças e diferenças de acesso ao mundo virtual entre os aglomerados urbanos estudados – as cidades de Itacoatiara e Parintins, no estado do Amazonas, Brasil. Informações como número de estabelecimentos que oferecem acesso à rede virtual, o tipo de acesso disponível na cidade, a velocidade do acesso, as formas de oferecimento do serviço e a modalidade de acesso do usuário permitiram identificar os eixos que qualificam a infraestrutura, como oferta e qualidade do serviço, além dos diversos tipos de usuários existentes nas cidades. A partir dos resultados coletados nessas duas cidades, visou-se verificar se há uma relação entre a rede urbana e a rede virtual, contribuindo para a geografia urbana do ciberespaço, um tema ainda pouco explorado pela literatura científica brasileira.


Palavras-chave

rede virtual, rede urbana, Parintins, Itacoatiara, Amazonas-Brasil


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v18i3.2123

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536