Cabeçalho da página

Mineração e desenvolvimento em Minas Gerais na década 2000-2010

Julio Cesar Reis, Harley Silva

Resumo

 Neste trabalho retomamos a discussão sobre o desenvolvimento em economias periféricas com forte participação do setor primário exportador. Empregando o enfoque do economista brasileiro Celso Furtado, expusemos linhas gerais do desenvolvimento de economias pós-coloniais onde o veiculo de entrada na divisão internacional do trabalho foi a incorporação como fornecedoras de matéria prima, procurando evidenciar os efeitos dessa forma de articulação na formação do mercado interno e no perfil da demanda interna. Vimos que, segundo a formulação do autor, houve a constituição de pequena diversificação econômica e dependência externa, em especial, na forma de incorporação de progresso técnico. Procuramos também demonstrar que – a despeito de modificações profundas transcorridas no mercado brasileiro no último quarto do séc. XX – as questões decorrentes da dependência, tal qual definida por Celso Furtado, não cessaram de ser pertinentes na economia brasileira. Este fato é particularmente verdadeiro no quadro da economia do estado de Minas Gerais.


Palavras-chave

Minas Gerais; Mineração; Subdesenvolvimento


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v18i3.2076


Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536