Cabeçalho da página

Transformações no modelo francês de agricultura familiar: lições para o caso brasileiro?

Ademir Antonio Cazella, Yannick Sencébé, Jacques Rémy

Resumo

Este artigo tem por objetivo principal analisar a influência da sociologia rural francesa no debate acadêmico brasileiro referente à agricultura familiar. O eixo de análise consiste em demonstrar que os principais autores nacionais que influenciaram a discussão teórica sobre o tema apresentam uma forte filiação à sociologia rural francesa. Em termos específicos discute-se o aparato público adotado na França para promover o modelo de agricultura familiar de dimensões socioeconômicas com potencial de se integrar no processo de modernização da agricultura levado a cabo no pós-segunda guerra mundial. A tendência demonstrada pelas políticas públicas brasileiras de caráter produtivo de adotar uma orientação semelhante significa excluir dessas políticas a maior parte das unidades agrícolas familiares.


Palavras-chave

Agricultura Familiar; Políticas Públicas; Exclusão Social; Multifuncionalidade Agrícola


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v18i1.2069

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536