Cabeçalho da página

Da reinterpretação de sistemas tradicionais de uso da terra à construção social de mercados com os agricultores familiares da roça de toco de Biguaçu-SC

Cíntia Uller-Gómez, Reney Dorow, Ivonete Lenir Stern, Eliane Bauer

Resumo

Apresentamos a importância do sistema de agricultura de roça de toco para a conservação da biodiversidade e para a segurança alimentar. Com base em trabalhos desenvolvidos com agricultores de Biguaçu, no Sul do Brasil, apresentamos como os produtos oriundos desses sistemas podem alcançar mercados diferenciados, gerando melhoria de renda e autoestima. Analisamos o acesso dos produtos ao mercado, antes e depois do desenvolvimento de um processo participativo de planejamento, que resultou em inovações organizacionais, de gestão e de produto. Destacamos os procedimentos adotados através da cooperação entre organizações de pesquisa, de ensino, de extensão e de meio ambiente que permitiram a regularização ambiental do sistema, a saída dos agricultores da clandestinidade e a criação de uma marca coletiva denominada “Valor da Roça”. Aponta-se para os desafios ainda presentes relativos ao aprimoramento do processo de comunicação com os consumidores e demais integrantes do mercado, como os órgãos ambientais.


Palavras-chave

agricultura; desenvolvimento sustentável, renda, corte e queima, cadeias produtivas


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v18i1.2067

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536