Cabeçalho da página

A travessia de um mito de origem amazônico: o Círio de Nazaré entre o moderno e o pós-moderno

Larissa Latif

Resumo

Neste artigo caracterizamos o Círio de Nossa Senhora de Nazaré como expressão de um mito de origem, o Mito da Senhora Teimosa, para, em seguida, levantarmos a questão de como um mito de origem dos tempos modernos submetido às pressões simultaneamente fragmentadoras e globalizantes da pós-modernidade mantém-se inteiro em suas bases. Em outras palavras, perguntamos se o mito permanece vivo e capaz de instaurar sentidos comunitários e identitários face à tendência ao esvaziamento e à corrosão da narrativa mitológica quando exposta à comunicação de massas, na era da sua revolução tecnológica. Para responder a essas questões recorremos a um conjunto de teorias que ao longo do século XX trataram do mito, colocando-as em diálogo para, à sua luz, analisarmos o caso específico da narrativa do achado de Nossa Senhora de Nazaré e suas metamorfoses.


Palavras-chave

Amazônia. Mitos de origem. Identidades. Pósmodernidade. Imaginário. Círio de Nazaré.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v17i2.1986

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536