Cabeçalho da página

Princípio de paridade participativa, reconhecimento e desigualdade social em Território Rural no Bico do Papagaio (TO)

Alex Pizzio, Lucélia Neves Santos

Resumo

O objetivo deste artigo é contribuir ao entendimento das nuances que envolve a questão da desigualdade social, fundamentalmente, no que diz respeito à legitimidade discursiva dos atores na esfera pública. Enquanto base teórica conceitual o artigo recorre à categoria reconhecimento e ao princípio de paridade participativa como apresentados nas formulações pós-critica desenvolvidas por Nancy Fraser. Como base empírica o artigo é um recorte dentro de uma pesquisa realizada com Quebradeiras de coco babaçu, onde se busca analisar a estruturação desta cadeia produtiva a partir das ações do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Território do Bico do Papagaio – TO. A análise da participação destes atores na interação com o Estado e o mercado, tem indicado que a categoria reconhecimento constitui-se em elemento chave ao não estabelecimento da paridade participativa e assinala que o não reconhecimento intersubjetivo aumenta o nível de desigualdade social a partir do estabelecimento de um status de inferioridade constituindo-se em um importante limitador da expansão e consolidação da democracia. 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v16i1.1326

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536