Cabeçalho da página

Memória, verdade e justiça: reconhecendo abusos do passado e do presente no Bico do Papagaio

Rodrigo Correa Peixoto

Resumo

O artigo tece o argumento de que depois da Guerrilha do Araguaia veio outra guerra, também com graves violações de direitos humanos. No Bico do Papagaio, essa segunda guerra repete barbaridades da primeira e alcança os dias de hoje em violências contra camponeses e indígenas. As violências que ocorrem hoje tem um vínculo com o remate da guerrilha, que foi uma caçada humana, com execuções de prisioneiros, decapitações e torturas impostas a centenas de pessoas suspeitas de ligação com os guerrilheiros. A impunidade está entre as causas da continuação dos abusos.  É preciso esclarecer o passado buscando as causas da violência para compreender o presente, e então descontinuar essa história. A partir do Estado, as comissões pela memória, verdade e justiça bucam esclarecer, reconhecer e responsabilizar, e podem ter efeitos amplos.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v16i2.1196

Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536