Cabeçalho da página

Ação sindical, contestação política e siderurgia na Amazônia brasileira

José Ricardo Ramalho, Marcelo Sampaio Carneiro

Resumo

A proposta do texto é discutir as estratégias de contestação social desenvolvidas a partir da reação de movimentos sociais aos impactos da crise econômica de 2008 sobre a produção siderúrgica na Amazônia, tomando como referência a análise desse processo no município de Açailândia/MA. Ao abordar essa situação de conflito social, o texto descreve os repertórios de ação coletiva utilizados pelos metalúrgicos e seus aliados, através da constituição de uma aliança entre diferentes grupos sociais que se sentiram prejudicados pelos desdobramentos da crise econômica. Os resultados obtidos por essa mobilização mostram, que em determinados contextos, a possibilidade de atores coletivos atuarem e modificarem relações de poder no âmbito de uma Rede de Produção Global.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v16i1.1017

Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536