Cabeçalho da página

Cultura guarani: a palavra original é caracterizada pela palavra que conta os mitos

Silvino Areco

Resumo

O objetivo geral da análise é a captação das linhas gerais da discussão acerca da cultura Guarani em seus traços mais característicos como a linguagem, a religião e o sonho. A metodologia da pesquisa foi efetivada através da coleta de dados a partir de fontes primárias e secundárias. A delimitação temporal abrangeu desde a chegada dos jesuítas no Paraguai em 1558, até a sua expulsão das possessões espanholas em 1767. A opção teórica metodológica visou conferir historicidade ao objeto, buscando-se fugir da abordagem dominante. Ao dar historicidade ao objeto impôs a análise desvendar as contradições e os antagonismos resultantes da conquista europeia. Concluímos que a palavra, a terra, o sonho e a religião não se explicam por si só, porém, são elementos essenciais que possibilitam entender as teias de relações sociais desenvolvidas historicamente. Desvelamos que nada do que pertence à cultura pode ser estanque, porque ela se insere em uma realidade
onde a mudança é um aspecto fundamental.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazonica.v8i2.5054

© Direitos reservados à Amazônica - Revista de Antropologia
This is an open access website under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Comercial License.
Designed by: Leonardo Baima
Creative Commons License
Amazônica - Revista de Antropologia da Universidade Federal do Pará é licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-No Derivative Works 3.0 Brasil.
Based on a work at www.periodicos.ufpa.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.periodicos.ufpa.br/index.php/amazonica.