Cabeçalho da página

Migração, “raça”, gênero e a produção de desigualdades na Amazônia brasileira: reflexões a partir da presença de haitianos em Porto Velho, Rondônia

Washington Luiz dos Santos Assis, Adelia Maria Miglievich Ribeiro, Estevão Rafael Fernandes

Resumo

À luz da imigração contemporânea de haitianos para a cidade de Porto Velho, Rondônia, este artigo pretende contribuir para a reflexão sobre a constituição e manutenção de desigualdades e hierarquias sociais na Amazônia a partir de marcadores sociais como imigrante, negro e mulher. Com este fim, este trabalho baseou-se em pesquisas de campo realizadas em Porto Velho, Rondônia, desde 2014, e pesquisas bibliográficas acerca da temática mais ampla. Marcada por constantes deslocamentos populacionais, a cidade de Porto Velho recebeu desde 2010 um grande número de imigrantes haitianos provenientes das fronteiras da Amazônia Ocidental brasileira e, posteriormente, em todo o Brasil em busca de trabalho e melhores condições de vida. A fim de compreender este fenômeno, bem como os dados produzidos ao longo da pesquisa, buscar-se-á, aqui, dialogar com autores pós-coloniais e decoloniais, como Frantz Fanon, Homi Bhabha, Kimberlé Crenshaw, Avtar Brah, Walter Mignolo e Anibal Quijano.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazonica.v8i2.5051

© Direitos reservados à Amazônica - Revista de Antropologia
This is an open access website under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Comercial License.
Designed by: Leonardo Baima
Creative Commons License
Amazônica - Revista de Antropologia da Universidade Federal do Pará é licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-No Derivative Works 3.0 Brasil.
Based on a work at www.periodicos.ufpa.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.periodicos.ufpa.br/index.php/amazonica.