Cabeçalho da página

Biopolítica e normalização identitária em sexualidades indígenas

Paulo de Tássio Borges da Silva

Resumo

Dentro do roteiro biopolítico de normalização da identidade indígena, o dispositivo de sexualidade tem incidido de maneira velada em meio aos biopoderes, fazendo por vezes a sexualidade passar despercebida na discussão. No que concerne às populações indígenas brasileiras, não falar da sexualidade ou falar dentro de uma classificação heterossexual, passou a ser o caminho de regulação identitária com ênfase no viés da pureza étnica. Neste sentido, proponho com este artigo analisar como o dispositivo de sexualidade age e está presente nas identidades indígenas. Para tanto, opero com os estudos pós-estruturais e pós-coloniais, entendendo que estes permitem deslocamentos possíveis na tentativa de se construir uma reflexão e um texto sem fechamentos.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazonica.v8i2.5049

© Direitos reservados à Amazônica - Revista de Antropologia
This is an open access website under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Comercial License.
Designed by: Leonardo Baima
Creative Commons License
Amazônica - Revista de Antropologia da Universidade Federal do Pará é licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-No Derivative Works 3.0 Brasil.
Based on a work at www.periodicos.ufpa.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.periodicos.ufpa.br/index.php/amazonica.