Logo do cabeçalho da página Revista Agroecossistemas

DECLÍNIO DA PRODUÇÃO DE MANDIOCA: OS IMPACTOS ECONÔMICOS NO MUNICÍPIO DE SANTA IZABEL, ESTADO DO PARÁ

Francisco Assis Bezerra

Resumo


 

 

O artigo objetivou avaliar os impactos socioeconômicos do declínio da produção da mandioca no município de Santa Isabel do Pará e, para tanto, aplicou-se questionário à população de produtores de farinha de tapioca do Distrito de Americano, cujos dados resultaram na descrição das estatísticas econômicas desta atividade. A pesquisa revelou que vários elementos contribuíram para desequilibrar e encerrar o padrão de produção da mandioca, que por mais de um século foi à base da economia local. Para se manter no campo, os ex-produtores se deslocaram para o ramo da farinha de tapioca, cujo insumo básico - a fécula é importada do Paraná. O esgotamento do ciclo da produção de mandioca causou pouco impacto na economia local, pois a receita gerada na tapioca foi superior aos resultados econômicos dos anos de 1970, ocasião do ápice da mandioca, embora se questione a internalização da renda gerada na tapioca, em função do envio de parte significativa da sua receita para fora do estado. Constatou-se ainda alterações na estrutura do emprego, trabalho e na composição da mão de obra familiar, com profundos desequilíbrios nas atividades agrícolas, reflexo do acentuado processo de urbanização no meio rural, que desloca a populacional para as cidades.

PALAVRAS-CHAVE: Economia. Farinha de tapioca. Produtores. Urbanização.

 

 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/ragros.v6i1.1480

ISSN online 2318-0188